Desgraça ao Seu Dispor - Resenha Doramística!

0 Comentários

Bem vindos a nossa primeira Resenha Doramística! Aqui, eu pretendo unir alguns dos meus hiperfocos, Doramas, Física Quântica e Saúde Mental! E isso é super possível, pois Doramas são expansão de consciência. Por isso, que eu me apaixonei e virei orgulhosamente Dorameira.

Para estrear nossa resenha com chave de ouro, o Dorama escolhido foi "Desgraça ao Seu Dispor". Apesar do nome soar estranho, a mensagem dessa série é profunda e transformadora, de uma forma positiva.

Vamos juntos decifrar o que a Centelha Divina do autor desse Kdrama quis nos transmitir? Espero que a minha Centelha também me ajude nessa tarefa mais do que especial. 💖



Minha Traiçoeira Máscara Social - O Peso do Masking no Autismo e TDAH.

0 Comentários
Minha luta foi do tamanho da minha atuação. Usei a vida inteira, uma traiçoeira e convincente máscara de neurotípica. Convincente até pra mim! O suporte que não tive, foi conquistado com grande esforço. Um esforço inconsciente tão cansativo, para um mascaramento digno de Oscar. Tudo isso pra ganhar críticas! Críticas da sociedade e de mim mesma. Afinal, apoio pra quê? Se podemos nos mover com motivação. "Todo mundo faz, todo mundo aguenta... Todo mundo consegue!" E lá vai eu tentar ser todo mundo, fazendo masking sem saber e carregando minha mochila de chumbo invisível.

Até que consegui ir longe, pra quem precisou fazer as coisas com muito mais esforço. Pensava que todos tinham a mesma dificuldade que eu. O medo de andar sozinha na rua, a dificuldade de decorar caminhos, rostos, nomes e direções. O incômodo com milhares de sons e sensações. A atenção dividida, entre aquele turbilhão de sentimentos e os acelerados pensamentos sobrepostos. A ansiedade e o medo, de não perceber tudo que era preciso. De não ler nas entrelinhas, de não ser antenada, ágil, comunicativa, simpática. Tudo normal, coisa que todo mundo faz.



Adolescência de uma Autista - Bullying, Hiperfoco na Moda, TPS.

0 Comentários

Graças a Deus, não fui uma autista sem amigos. Eu e a minha melhor amiga, ficamos próximas na educação física. Porque, eu era sempre a última a ser escolhida e ela a penúltima. Até hoje ela se acha por isso, mas tudo bem. Mesmo tendo poucas e boas amigas, passei por coisas que ninguém sabe.

Eu percebia a zoação na escola pelo meu jeito esquisito. Não foi nada tão hediondo sabe. Mas junta uma coisinha aqui, outra ali, e a gente até esquece o que é autoestima. O problema, é que eu tenho essa super audição pra ajudar. Além de ouvir mais alto, ainda sou capaz de prestar atenção em muitos sons ao mesmo tempo. Então, eu ouvia aqueles comentários desnecessários na aula, na rua, no ônibus. Na maioria das vezes, era porque eu sempre tive um jeitinho muito meu de me vestir.